Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: FERNANDES, Raimundo Nonato
Data de Publicação: 2019
Tipo de documento: Capítulo de livro
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Comum do Brasil - Deposita
Texto Completo: https://deposita.ibict.br/handle/deposita/62
Resumo: O presente trabalho parte de uma investigação e toma por objeto uma leitura acerca do surgimento da Irmandade da Cruz da Vila do Massapê e dos eventos que culminaram com o massacre que se deu em 26 de março de 1902, às margens do açude público Acaraú-Mirim. Analisaremos os fatos à luz do método de pesquisa que visa refletir e entender como foi possível que estes acontecimentos escaparam a um estudo mais aprofundado de nossa historiografia. Buscamos, portanto, recuperar uma memória e trazer presente em nossa abordagem, a partir dos ecos trazidos por uma nova história, ouvindo os gemidos, os gritos e os apelos daqueles que foram massacrados e silenciados e que agora reivindicam e merecem nos dias atuais o direito à memória histórica. Por fim, levanta inquietações sobre esses eventos, tentando estabelecer relações com outras Irmandades da Cruz que existiram nos Sertões do Ceará, refletindo a partir daí suas semelhanças e disparidades; e quais as motivações que existiam entre a Irmandade da Cruz, a Légio Crucis e a Irmandade do Caldeirão da Santa Cruz, para se pensar a sua importância no âmbito da construção histórica como estabelecimento de uma memória viva e atuante em nossos dias.
id IBICT-1_679c88bba16471b0261c97089f02b999
oai_identifier_str oai:https://deposita.ibict.br:deposita/62
network_acronym_str IBICT-1
network_name_str Repositório Comum do Brasil - Deposita
repository_id_str 4658
spelling Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)HistóriaCulturaEducaçãoHistoryCulture.EducationCulturaEducación.História do BrasilO presente trabalho parte de uma investigação e toma por objeto uma leitura acerca do surgimento da Irmandade da Cruz da Vila do Massapê e dos eventos que culminaram com o massacre que se deu em 26 de março de 1902, às margens do açude público Acaraú-Mirim. Analisaremos os fatos à luz do método de pesquisa que visa refletir e entender como foi possível que estes acontecimentos escaparam a um estudo mais aprofundado de nossa historiografia. Buscamos, portanto, recuperar uma memória e trazer presente em nossa abordagem, a partir dos ecos trazidos por uma nova história, ouvindo os gemidos, os gritos e os apelos daqueles que foram massacrados e silenciados e que agora reivindicam e merecem nos dias atuais o direito à memória histórica. Por fim, levanta inquietações sobre esses eventos, tentando estabelecer relações com outras Irmandades da Cruz que existiram nos Sertões do Ceará, refletindo a partir daí suas semelhanças e disparidades; e quais as motivações que existiam entre a Irmandade da Cruz, a Légio Crucis e a Irmandade do Caldeirão da Santa Cruz, para se pensar a sua importância no âmbito da construção histórica como estabelecimento de uma memória viva e atuante em nossos dias.This paper is part of an investigation and has as its object a reading about the emergence of the Brotherhood of the Cross of Vila do Massapê and the events that culminated in the massacre that took place on March 26, 1902, on the banks of the Acaraú-Mirim public dam. . We will analyze the facts in the light of the research method that aims to reflect and understand how it was possible that these events escaped a deeper study of our historiography. We seek, therefore, to recover a memory and bring present in our approach, from the echoes brought by a new story, listening to the moans, shouts and calls of those who were massacred and silenced and who now claim and deserve the right to historical memory. Finally, it raises concerns about these events, trying to establish relations with other Brotherhoods of the Cross that existed in the Sertões do Ceará, reflecting from there their similarities and disparities; and what were the motivations that existed between the Brotherhood of the Cross, Légio Crucis and the Brotherhood of the Cauldron of the Holy Cross, to think of its importance in the context of historical construction as the establishment of a living and active memory in our day.Este documento es parte de una investigación y tiene como objetivo una lectura sobre el surgimiento de la Hermandad de la Cruz de Vila do Massapê y los eventos que culminaron en la masacre que tuvo lugar el 26 de marzo de 1902, a orillas de la presa pública Acaraú-Mirim. . Analizaremos los hechos a la luz del método de investigación que tiene como objetivo reflejar y comprender cómo fue posible que estos eventos escaparan a un estudio más profundo de nuestra historiografía. Buscamos, por lo tanto, recuperar un recuerdo y traer presente en nuestro enfoque, a partir de los ecos traídos por una nueva historia, escuchando los gemidos, los gritos y las llamadas de aquellos que fueron masacrados y silenciados y que ahora reclaman y merecen el derecho. a la memoria histórica. Finalmente, plantea preocupaciones acerca de estos eventos, tratando de establecer relaciones con otras Hermandades de la Cruz que existieron en las Sertões do Ceará, reflejando a partir de ahí sus similitudes y disparidades; y cuáles fueron las motivaciones que existieron entre la Hermandad de la Cruz, Légio Crucis y la Hermandad del Caldero de la Santa Cruz, para pensar en su importancia en el contexto de la construcción histórica como el establecimiento de una memoria viva y activa en nuestros días.Editora SertãoCultBrasil2019-10-21T14:59:39Z2019info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/bookPartapplication/pdfFERNANDES, Raimundo Nonato. Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903). In: SANTOS, Carlos Augusto Pereira dos (Org.). Nossa gente, nossa história: o Ceará Republicano. Sobral: Sertãocult; Edições UVA, 2019. p. 65-81. Doi: 10.35260/67960258-p.65-81-2019.10.35260/67960258-p.65-81-2019978-85-67960-25-8https://deposita.ibict.br/handle/deposita/62porhttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/info:eu-repo/semantics/openAccessFERNANDES, Raimundo Nonatoreponame:Repositório Comum do Brasil - Depositainstname:Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)instacron:IBICT2021-05-13T15:18:39Zoai:https://deposita.ibict.br:deposita/62Repositório ComumPUBhttp://deposita.ibict.br/oai/requestdeposita@ibict.bropendoar:46582021-05-13T15:18:39Repositório Comum do Brasil - Deposita - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)false
dc.title.none.fl_str_mv Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
title Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
spellingShingle Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
FERNANDES, Raimundo Nonato
História
Cultura
Educação
History
Culture.
Education
Cultura
Educación.
História do Brasil
title_short Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
title_full Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
title_fullStr Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
title_full_unstemmed Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
title_sort Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903)
author FERNANDES, Raimundo Nonato
author_facet FERNANDES, Raimundo Nonato
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv FERNANDES, Raimundo Nonato
dc.subject.por.fl_str_mv História
Cultura
Educação
History
Culture.
Education
Cultura
Educación.
História do Brasil
topic História
Cultura
Educação
History
Culture.
Education
Cultura
Educación.
História do Brasil
description O presente trabalho parte de uma investigação e toma por objeto uma leitura acerca do surgimento da Irmandade da Cruz da Vila do Massapê e dos eventos que culminaram com o massacre que se deu em 26 de março de 1902, às margens do açude público Acaraú-Mirim. Analisaremos os fatos à luz do método de pesquisa que visa refletir e entender como foi possível que estes acontecimentos escaparam a um estudo mais aprofundado de nossa historiografia. Buscamos, portanto, recuperar uma memória e trazer presente em nossa abordagem, a partir dos ecos trazidos por uma nova história, ouvindo os gemidos, os gritos e os apelos daqueles que foram massacrados e silenciados e que agora reivindicam e merecem nos dias atuais o direito à memória histórica. Por fim, levanta inquietações sobre esses eventos, tentando estabelecer relações com outras Irmandades da Cruz que existiram nos Sertões do Ceará, refletindo a partir daí suas semelhanças e disparidades; e quais as motivações que existiam entre a Irmandade da Cruz, a Légio Crucis e a Irmandade do Caldeirão da Santa Cruz, para se pensar a sua importância no âmbito da construção histórica como estabelecimento de uma memória viva e atuante em nossos dias.
publishDate 2019
dc.date.none.fl_str_mv 2019-10-21T14:59:39Z
2019
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/bookPart
format bookPart
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv FERNANDES, Raimundo Nonato. Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903). In: SANTOS, Carlos Augusto Pereira dos (Org.). Nossa gente, nossa história: o Ceará Republicano. Sobral: Sertãocult; Edições UVA, 2019. p. 65-81. Doi: 10.35260/67960258-p.65-81-2019.
10.35260/67960258-p.65-81-2019
978-85-67960-25-8
https://deposita.ibict.br/handle/deposita/62
identifier_str_mv FERNANDES, Raimundo Nonato. Entre fanáticos e cassacos: a presença da Irmandade da Cruz nos sertões do norte do Ceará (1900-1903). In: SANTOS, Carlos Augusto Pereira dos (Org.). Nossa gente, nossa história: o Ceará Republicano. Sobral: Sertãocult; Edições UVA, 2019. p. 65-81. Doi: 10.35260/67960258-p.65-81-2019.
10.35260/67960258-p.65-81-2019
978-85-67960-25-8
url https://deposita.ibict.br/handle/deposita/62
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Editora SertãoCult
Brasil
publisher.none.fl_str_mv Editora SertãoCult
Brasil
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Comum do Brasil - Deposita
instname:Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
instacron:IBICT
instname_str Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
instacron_str IBICT
institution IBICT
reponame_str Repositório Comum do Brasil - Deposita
collection Repositório Comum do Brasil - Deposita
repository.name.fl_str_mv Repositório Comum do Brasil - Deposita - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
repository.mail.fl_str_mv deposita@ibict.br
_version_ 1798964347887681536