Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades

Bibliographic Details
Main Author: Rodrigues, Vanessa Maria
Publication Date: 2020
Format: Other
Language: por
Source: Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos)
Download full: http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/doc/article/view/737
id RCAP_68aacdd81dc253e5a7720e361f921fe7
oai_identifier_str oai:doc.ubi.pt:article/737
network_acronym_str RCAP
network_name_str Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos)
repository_id_str 7160
spelling Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidadesFilmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidadesFilmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidadesFilmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidadesarquivo; memória; cidade; audiovisualarquivo; memória; cidade; audiovisualarquivo; memória; cidade; audiovisualarquivo; memória; cidade; audiovisualDOC On-lineDOC On-lineDOC On-lineDOC On-lineRodrigues, Vanessa Maria2020-03-17info:eu-repo/semantics/otherinfo:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersionapplication/pdfhttp://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/doc/article/view/737DOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaireDOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaireDOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaireDOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaire1646-477Xreponame:Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos)instname:Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC) - FCT - Sociedade da Informaçãoinstacron:RCAAPporhttp://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/doc/article/view/737/pdfCopyright (c) 2020 DOC On-linehttp://purl.org/coar/access_right/c_abf2info:eu-repo/semantics/openAccessEsta dissertação investiga a reutilização das imagens de arquivo em produções audiovisuais que abarquem a memória das cidades e seus habitantes. Para isso, pressupõe um processo constante de cruzamento de informações como forma de recontextualização e assimilação de sentido para as lacunas provenientes dos arquivos e da própria memória. A ideia de que essas imagens preexistentes ajudam a construir a história de um passado no presente reforça, ainda, a importância da preservação e acesso a esses materiais antigos. Sabemos, no entanto, que muitas vezes a obsolescência do suporte se constitui como um empecilho para a conservação dos acervos audiovisuais – especialmente daqueles pertencentes à esfera privada, aos desconhecidos anônimos – e, sendo assim, entendemos também o trabalho de reutilização desses materiais em novos filmes como uma possibilidade de salvaguarda. Diante dessas questões, dividimos a pesquisa em seis capítulos. O primeiro deles versa sobre as argumentações sobre o que é o filme de arquivo e um pequeno histórico sobre a sua produção ao longo das décadas. O segundo aborda a relação entre os temas cidade, memória individual e coletiva, arquivo e montagem. O terceiro traz um pouco da trajetória do documentarista Marcos Pimentel e as características de suas produções mais antigas e atuais. No quarto, falamos sobre questões relacionadas à preservação, acesso e retomada dos arquivos. No quinto, é a vez de contarmos sobre a história de alguns formatos audiovisuais. E na última seção, é feita uma análise do documentário Cemitério da Memória (2003), de Marcos Pimentel, sob a luz das discussões anteriores. O curta utiliza material de arquivo para retratar a vida cotidiana em Juiz de Fora entre as décadas de 1930 a 1990.Esta dissertação investiga a reutilização das imagens de arquivo em produções audiovisuais que abarquem a memória das cidades e seus habitantes. Para isso, pressupõe um processo constante de cruzamento de informações como forma de recontextualização e assimilação de sentido para as lacunas provenientes dos arquivos e da própria memória. A ideia de que essas imagens preexistentes ajudam a construir a história de um passado no presente reforça, ainda, a importância da preservação e acesso a esses materiais antigos. Sabemos, no entanto, que muitas vezes a obsolescência do suporte se constitui como um empecilho para a conservação dos acervos audiovisuais – especialmente daqueles pertencentes à esfera privada, aos desconhecidos anônimos – e, sendo assim, entendemos também o trabalho de reutilização desses materiais em novos filmes como uma possibilidade de salvaguarda. Diante dessas questões, dividimos a pesquisa em seis capítulos. O primeiro deles versa sobre as argumentações sobre o que é o filme de arquivo e um pequeno histórico sobre a sua produção ao longo das décadas. O segundo aborda a relação entre os temas cidade, memória individual e coletiva, arquivo e montagem. O terceiro traz um pouco da trajetória do documentarista Marcos Pimentel e as características de suas produções mais antigas e atuais. No quarto, falamos sobre questões relacionadas à preservação, acesso e retomada dos arquivos. No quinto, é a vez de contarmos sobre a história de alguns formatos audiovisuais. E na última seção, é feita uma análise do documentário Cemitério da Memória (2003), de Marcos Pimentel, sob a luz das discussões anteriores. O curta utiliza material de arquivo para retratar a vida cotidiana em Juiz de Fora entre as décadas de 1930 a 1990.Esta dissertação investiga a reutilização das imagens de arquivo em produções audiovisuais que abarquem a memória das cidades e seus habitantes. Para isso, pressupõe um processo constante de cruzamento de informações como forma de recontextualização e assimilação de sentido para as lacunas provenientes dos arquivos e da própria memória. A ideia de que essas imagens preexistentes ajudam a construir a história de um passado no presente reforça, ainda, a importância da preservação e acesso a esses materiais antigos. Sabemos, no entanto, que muitas vezes a obsolescência do suporte se constitui como um empecilho para a conservação dos acervos audiovisuais – especialmente daqueles pertencentes à esfera privada, aos desconhecidos anônimos – e, sendo assim, entendemos também o trabalho de reutilização desses materiais em novos filmes como uma possibilidade de salvaguarda. Diante dessas questões, dividimos a pesquisa em seis capítulos. O primeiro deles versa sobre as argumentações sobre o que é o filme de arquivo e um pequeno histórico sobre a sua produção ao longo das décadas. O segundo aborda a relação entre os temas cidade, memória individual e coletiva, arquivo e montagem. O terceiro traz um pouco da trajetória do documentarista Marcos Pimentel e as características de suas produções mais antigas e atuais. No quarto, falamos sobre questões relacionadas à preservação, acesso e retomada dos arquivos. No quinto, é a vez de contarmos sobre a história de alguns formatos audiovisuais. E na última seção, é feita uma análise do documentário Cemitério da Memória (2003), de Marcos Pimentel, sob a luz das discussões anteriores. O curta utiliza material de arquivo para retratar a vida cotidiana em Juiz de Fora entre as décadas de 1930 a 1990.Esta dissertação investiga a reutilização das imagens de arquivo em produções audiovisuais que abarquem a memória das cidades e seus habitantes. Para isso, pressupõe um processo constante de cruzamento de informações como forma de recontextualização e assimilação de sentido para as lacunas provenientes dos arquivos e da própria memória. A ideia de que essas imagens preexistentes ajudam a construir a história de um passado no presente reforça, ainda, a importância da preservação e acesso a esses materiais antigos. Sabemos, no entanto, que muitas vezes a obsolescência do suporte se constitui como um empecilho para a conservação dos acervos audiovisuais – especialmente daqueles pertencentes à esfera privada, aos desconhecidos anônimos – e, sendo assim, entendemos também o trabalho de reutilização desses materiais em novos filmes como uma possibilidade de salvaguarda. Diante dessas questões, dividimos a pesquisa em seis capítulos. O primeiro deles versa sobre as argumentações sobre o que é o filme de arquivo e um pequeno histórico sobre a sua produção ao longo das décadas. O segundo aborda a relação entre os temas cidade, memória individual e coletiva, arquivo e montagem. O terceiro traz um pouco da trajetória do documentarista Marcos Pimentel e as características de suas produções mais antigas e atuais. No quarto, falamos sobre questões relacionadas à preservação, acesso e retomada dos arquivos. No quinto, é a vez de contarmos sobre a história de alguns formatos audiovisuais. E na última seção, é feita uma análise do documentário Cemitério da Memória (2003), de Marcos Pimentel, sob a luz das discussões anteriores. O curta utiliza material de arquivo para retratar a vida cotidiana em Juiz de Fora entre as décadas de 1930 a 1990.2022-08-31T03:14:35Zoai:doc.ubi.pt:article/737Portal AgregadorONGhttps://www.rcaap.pt/oai/openaireopendoar:71602022-08-31T04:28:58Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos) - Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC) - FCT - Sociedade da Informaçãofalse
dc.title.none.fl_str_mv Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
title Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
spellingShingle Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
Rodrigues, Vanessa Maria
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
title_short Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
title_full Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
title_fullStr Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
title_full_unstemmed Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
title_sort Filmes de arquivo: possibilidades para a construção de uma memória sobre as cidades
author Rodrigues, Vanessa Maria
author_facet Rodrigues, Vanessa Maria
author_role author
dc.contributor.none.fl_str_mv



dc.contributor.author.fl_str_mv Rodrigues, Vanessa Maria
dc.subject.por.fl_str_mv arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
topic arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
arquivo; memória; cidade; audiovisual
publishDate 2020
dc.date.issued.fl_str_mv 2020-03-17
dc.type.none.fl_str_mv



dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/other
info:eu-repo/semantics/article
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format other
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/doc/article/view/737
url http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/doc/article/view/737
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/doc/article/view/737/pdf
dc.rights.driver.fl_str_mv Copyright (c) 2020 DOC On-line
http://purl.org/coar/access_right/c_abf2
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Copyright (c) 2020 DOC On-line
http://purl.org/coar/access_right/c_abf2
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv DOC On-line
DOC On-line
DOC On-line
DOC On-line
publisher.none.fl_str_mv DOC On-line
DOC On-line
DOC On-line
DOC On-line
dc.source.none.fl_str_mv DOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaire
DOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaire
DOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaire
DOC On-line; n. 27: ESCOLAS DE CINEMA: O ENSINO DO DOCUMENTÁRIO / Escuelas de cine: la enseñanza del documental / Film schools: the teaching of documentary / Les écoles de cinéma: l'enseignement du documentaire
1646-477X
reponame:Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos)
instname:Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC) - FCT - Sociedade da Informação
instacron:RCAAP
instname_str Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC) - FCT - Sociedade da Informação
instacron_str RCAAP
institution RCAAP
reponame_str Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos)
collection Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos)
repository.name.fl_str_mv Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Repositórios Cientìficos) - Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC) - FCT - Sociedade da Informação
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1747890235527659520