Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Teixeira, Hellen Dayanne Aires Ribeiro
Data de Publicação: 2021
Tipo de documento: Trabalho de conclusão de curso
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Institucional da UFT
Texto Completo: http://hdl.handle.net/11612/3123
Resumo: O bioma do Cerrado ocupa uma extensão de aproximadamente 22% do território brasileiro e se destaca pela rica biodiversidade nele existente e ao mesmo tempo pela grande exploração decorrente da agricultura. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do uso de diferentes herbicidas, no solo e sua ação sob a germinação em espécies de plantas nativas no Cerrado brasileiro. Foram avaliadas a germinação das espécies Anacardium humile e Tabebuia aurea frente ao solo contaminado com os herbicidas comerciais GlifosatoⓇ e DiuronⓇ, afim de avaliar seu poder toxicológico como resíduo no solo, em diferentes concentrações dos dois herbicidas escolhidos sendo essas concentrações respectivamente, [1]: 0,3 g.g-1, [2]: 0,15 g.g-1, [3]: 0,1 g.g-1, [4]: 0,05 g.g-1 e [5]: 0,01 g.g-1, além do controle, solo sem contaminação. O período de avaliação da germinação para A. humile foi de 20 dias e para T. aurea, 30 dias. Os testes ecotoxicológicos foram evidenciados pela porcentagem e tempo de germinação das espécies. A espécie T. aurea mostrou maior sensibilidade frente a contaminação de um solo por GlifosatoⓇ onde a inibição foi de 100% para as concentrações [1], [2] e [3]. Para a mesma espécie o Diuron inibiu a germinação de 83% a 100% nas mesmas concentrações. Já para a espécie A. humile pôde-se observar uma diferença discrepante entre os dois herbicidas, na germinação da espécie na concentração [1], onde com a presença de GlifosatoⓇ a inibição foi de 100% e na presença de Diuron não houve bloqueio no crescimento da espécie. A ecotoxicologia auxilia no estudo de compostos nocivos ao meio ambiente, bem como a investigação de riscos ambientais causados sobre os organismos vivos, de modo a caracterizar a influência que estes compostos podem causar ao meio ambiente, utilizando dessa ferramenta para atenuar e promover a prevenção de problemas futuros.
id UFT_7e184232d7740e45f534327e9f2280e6
oai_identifier_str oai:repositorio.uft.edu.br:11612/3123
network_acronym_str UFT
network_name_str Repositório Institucional da UFT
repository_id_str
spelling Teixeira, Hellen Dayanne Aires RibeiroArruda, Gabriel Leda de2021-09-22T12:48:56Z2021-09-22T12:48:56Z2021-09-22TEIXEIRA, Hellen Dayanne Aires Ribeiro. Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo. 2021. 42 f. TCC (Graduação) - Curso de Química Ambiental, Universidade Federal do Tocantins, Gurupi, 2018.http://hdl.handle.net/11612/3123O bioma do Cerrado ocupa uma extensão de aproximadamente 22% do território brasileiro e se destaca pela rica biodiversidade nele existente e ao mesmo tempo pela grande exploração decorrente da agricultura. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do uso de diferentes herbicidas, no solo e sua ação sob a germinação em espécies de plantas nativas no Cerrado brasileiro. Foram avaliadas a germinação das espécies Anacardium humile e Tabebuia aurea frente ao solo contaminado com os herbicidas comerciais GlifosatoⓇ e DiuronⓇ, afim de avaliar seu poder toxicológico como resíduo no solo, em diferentes concentrações dos dois herbicidas escolhidos sendo essas concentrações respectivamente, [1]: 0,3 g.g-1, [2]: 0,15 g.g-1, [3]: 0,1 g.g-1, [4]: 0,05 g.g-1 e [5]: 0,01 g.g-1, além do controle, solo sem contaminação. O período de avaliação da germinação para A. humile foi de 20 dias e para T. aurea, 30 dias. Os testes ecotoxicológicos foram evidenciados pela porcentagem e tempo de germinação das espécies. A espécie T. aurea mostrou maior sensibilidade frente a contaminação de um solo por GlifosatoⓇ onde a inibição foi de 100% para as concentrações [1], [2] e [3]. Para a mesma espécie o Diuron inibiu a germinação de 83% a 100% nas mesmas concentrações. Já para a espécie A. humile pôde-se observar uma diferença discrepante entre os dois herbicidas, na germinação da espécie na concentração [1], onde com a presença de GlifosatoⓇ a inibição foi de 100% e na presença de Diuron não houve bloqueio no crescimento da espécie. A ecotoxicologia auxilia no estudo de compostos nocivos ao meio ambiente, bem como a investigação de riscos ambientais causados sobre os organismos vivos, de modo a caracterizar a influência que estes compostos podem causar ao meio ambiente, utilizando dessa ferramenta para atenuar e promover a prevenção de problemas futuros.The "Cerrado" biome occupies an area of approximately 22% of the Brazilian territory and stands out for its rich biodiversity and, at the same time, the great exploitation of agriculture. The objective of this work was to evaluate the effect of the use of different herbicides on soil and its action under germination on native plant species in the Brazilian “Cerrado". The germination of the species Anacardium humile and Tabebuia aurea in the soil contaminated with the commercial herbicides GlyphosateⓇ and DiuronⓇ were evaluated in order to evaluate their toxicological potential as soil residue in different concentrations of the two herbicides chosen. [1]: 0,3 g.g-1, [2]: 0,15 g.g-1, [3]: 0,1 g.g-1, [4]: 0,05 g.g-1 e [5]: 0,01 g.g-1, in addition to the control, soil without contamination. The germination period for A. humile was 20 days and for T. aurea 30 days. The ecotoxicological tests were evidenced by the percentage and time of germination of the species. The T. aurea species showed greater sensitivity to soil contamination by GlyphosateⓇ where the inhibition was 100% for the concentrations [1], [2] and [3]. For the same species DiuronⓇ inhibited germination from 83% to 100% at the same concentrations. However, for the species A. humile, it was possible to observe a difference between the two herbicides in the germination of the species in the concentration [1], where with the presence of GlyphosateⓇ the inhibition was 100% and in the presence of DiuronⓇ there wasno blockage in the growth of the species. Ecotoxicology assists in the study of compounds harmful to the environment, as well as the investigation of environmental risks caused to living organisms, in order to characterize the influence that these compounds can cause to the environment, using this tool to attenuate and promote the prevention of problems.Universidade Federal do TocantinsGurupiCURSO::GURUPI::PRESENCIAL::BACHARELADO::QUÍMICA AMBIENTALGurupiGraduaçãoAcesso Livre.info:eu-repo/semantics/openAccessCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICACerradoCajuzinho-do-cerradoIpê CaraíbaEcotoxicologiaClosedCajuzinho-do-cerradoIpê CaraíbaEcotoxicologyAvaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no soloinfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/bachelorThesisporreponame:Repositório Institucional da UFTinstname:Universidade Federal do Tocantins (UFT)instacron:UFTORIGINALHellen Dayanne Aires Ribeiro Teixeira..pdfHellen Dayanne Aires Ribeiro Teixeira..pdfapplication/pdf1213411http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/1/Hellen%20Dayanne%20Aires%20Ribeiro%20Teixeira..pdff2a7de59b47a5c0ac976e217b221246bMD51LICENSElicense.txtlicense.txttext/plain; charset=utf-81748http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/2/license.txt8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33MD52TEXTHellen Dayanne Aires Ribeiro Teixeira..pdf.txtHellen Dayanne Aires Ribeiro Teixeira..pdf.txtExtracted texttext/plain73180http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/3/Hellen%20Dayanne%20Aires%20Ribeiro%20Teixeira..pdf.txtd1f4aa70c7e52bbae7b69a1772ea638aMD53THUMBNAILHellen Dayanne Aires Ribeiro Teixeira..pdf.jpgHellen Dayanne Aires Ribeiro Teixeira..pdf.jpgGenerated Thumbnailimage/jpeg1258http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/4/Hellen%20Dayanne%20Aires%20Ribeiro%20Teixeira..pdf.jpg9c993e69585b1110309dff961f8bcf7bMD5411612/31232021-09-23 03:00:56.748oai:repositorio.uft.edu.br:11612/3123Tk9URTogUExBQ0UgWU9VUiBPV04gTElDRU5TRSBIRVJFClRoaXMgc2FtcGxlIGxpY2Vuc2UgaXMgcHJvdmlkZWQgZm9yIGluZm9ybWF0aW9uYWwgcHVycG9zZXMgb25seS4KCk5PTi1FWENMVVNJVkUgRElTVFJJQlVUSU9OIExJQ0VOU0UKCkJ5IHNpZ25pbmcgYW5kIHN1Ym1pdHRpbmcgdGhpcyBsaWNlbnNlLCB5b3UgKHRoZSBhdXRob3Iocykgb3IgY29weXJpZ2h0Cm93bmVyKSBncmFudHMgdG8gRFNwYWNlIFVuaXZlcnNpdHkgKERTVSkgdGhlIG5vbi1leGNsdXNpdmUgcmlnaHQgdG8gcmVwcm9kdWNlLAp0cmFuc2xhdGUgKGFzIGRlZmluZWQgYmVsb3cpLCBhbmQvb3IgZGlzdHJpYnV0ZSB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gKGluY2x1ZGluZwp0aGUgYWJzdHJhY3QpIHdvcmxkd2lkZSBpbiBwcmludCBhbmQgZWxlY3Ryb25pYyBmb3JtYXQgYW5kIGluIGFueSBtZWRpdW0sCmluY2x1ZGluZyBidXQgbm90IGxpbWl0ZWQgdG8gYXVkaW8gb3IgdmlkZW8uCgpZb3UgYWdyZWUgdGhhdCBEU1UgbWF5LCB3aXRob3V0IGNoYW5naW5nIHRoZSBjb250ZW50LCB0cmFuc2xhdGUgdGhlCnN1Ym1pc3Npb24gdG8gYW55IG1lZGl1bSBvciBmb3JtYXQgZm9yIHRoZSBwdXJwb3NlIG9mIHByZXNlcnZhdGlvbi4KCllvdSBhbHNvIGFncmVlIHRoYXQgRFNVIG1heSBrZWVwIG1vcmUgdGhhbiBvbmUgY29weSBvZiB0aGlzIHN1Ym1pc3Npb24gZm9yCnB1cnBvc2VzIG9mIHNlY3VyaXR5LCBiYWNrLXVwIGFuZCBwcmVzZXJ2YXRpb24uCgpZb3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgdGhlIHN1Ym1pc3Npb24gaXMgeW91ciBvcmlnaW5hbCB3b3JrLCBhbmQgdGhhdCB5b3UgaGF2ZQp0aGUgcmlnaHQgdG8gZ3JhbnQgdGhlIHJpZ2h0cyBjb250YWluZWQgaW4gdGhpcyBsaWNlbnNlLiBZb3UgYWxzbyByZXByZXNlbnQKdGhhdCB5b3VyIHN1Ym1pc3Npb24gZG9lcyBub3QsIHRvIHRoZSBiZXN0IG9mIHlvdXIga25vd2xlZGdlLCBpbmZyaW5nZSB1cG9uCmFueW9uZSdzIGNvcHlyaWdodC4KCklmIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uIGNvbnRhaW5zIG1hdGVyaWFsIGZvciB3aGljaCB5b3UgZG8gbm90IGhvbGQgY29weXJpZ2h0LAp5b3UgcmVwcmVzZW50IHRoYXQgeW91IGhhdmUgb2J0YWluZWQgdGhlIHVucmVzdHJpY3RlZCBwZXJtaXNzaW9uIG9mIHRoZQpjb3B5cmlnaHQgb3duZXIgdG8gZ3JhbnQgRFNVIHRoZSByaWdodHMgcmVxdWlyZWQgYnkgdGhpcyBsaWNlbnNlLCBhbmQgdGhhdApzdWNoIHRoaXJkLXBhcnR5IG93bmVkIG1hdGVyaWFsIGlzIGNsZWFybHkgaWRlbnRpZmllZCBhbmQgYWNrbm93bGVkZ2VkCndpdGhpbiB0aGUgdGV4dCBvciBjb250ZW50IG9mIHRoZSBzdWJtaXNzaW9uLgoKSUYgVEhFIFNVQk1JU1NJT04gSVMgQkFTRUQgVVBPTiBXT1JLIFRIQVQgSEFTIEJFRU4gU1BPTlNPUkVEIE9SIFNVUFBPUlRFRApCWSBBTiBBR0VOQ1kgT1IgT1JHQU5JWkFUSU9OIE9USEVSIFRIQU4gRFNVLCBZT1UgUkVQUkVTRU5UIFRIQVQgWU9VIEhBVkUKRlVMRklMTEVEIEFOWSBSSUdIVCBPRiBSRVZJRVcgT1IgT1RIRVIgT0JMSUdBVElPTlMgUkVRVUlSRUQgQlkgU1VDSApDT05UUkFDVCBPUiBBR1JFRU1FTlQuCgpEU1Ugd2lsbCBjbGVhcmx5IGlkZW50aWZ5IHlvdXIgbmFtZShzKSBhcyB0aGUgYXV0aG9yKHMpIG9yIG93bmVyKHMpIG9mIHRoZQpzdWJtaXNzaW9uLCBhbmQgd2lsbCBub3QgbWFrZSBhbnkgYWx0ZXJhdGlvbiwgb3RoZXIgdGhhbiBhcyBhbGxvd2VkIGJ5IHRoaXMKbGljZW5zZSwgdG8geW91ciBzdWJtaXNzaW9uLgo=Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.uft.edu.br/oai/requestbiblioarraias@uft.edu.br || bibliogpi@uft.edu.br || bibliomira@uft.edu.br || bibliopalmas@uft.edu.br || biblioporto@uft.edu.br || biblioarag@uft.edu.br || dirbib@ufnt.edu.br || bibliocca@uft.edu.br || bibliotoc@uft.edu.bropendoar:2021-09-23T06:00:56Repositório Institucional da UFT - Universidade Federal do Tocantins (UFT)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
title Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
spellingShingle Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
Teixeira, Hellen Dayanne Aires Ribeiro
CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Cerrado
Cajuzinho-do-cerrado
Ipê Caraíba
Ecotoxicologia
Closed
Cajuzinho-do-cerrado
Ipê Caraíba
Ecotoxicology
title_short Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
title_full Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
title_fullStr Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
title_full_unstemmed Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
title_sort Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo
author Teixeira, Hellen Dayanne Aires Ribeiro
author_facet Teixeira, Hellen Dayanne Aires Ribeiro
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Teixeira, Hellen Dayanne Aires Ribeiro
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Arruda, Gabriel Leda de
contributor_str_mv Arruda, Gabriel Leda de
dc.subject.cnpq.fl_str_mv CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
topic CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Cerrado
Cajuzinho-do-cerrado
Ipê Caraíba
Ecotoxicologia
Closed
Cajuzinho-do-cerrado
Ipê Caraíba
Ecotoxicology
dc.subject.por.fl_str_mv Cerrado
Cajuzinho-do-cerrado
Ipê Caraíba
Ecotoxicologia
Closed
Cajuzinho-do-cerrado
Ipê Caraíba
Ecotoxicology
description O bioma do Cerrado ocupa uma extensão de aproximadamente 22% do território brasileiro e se destaca pela rica biodiversidade nele existente e ao mesmo tempo pela grande exploração decorrente da agricultura. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do uso de diferentes herbicidas, no solo e sua ação sob a germinação em espécies de plantas nativas no Cerrado brasileiro. Foram avaliadas a germinação das espécies Anacardium humile e Tabebuia aurea frente ao solo contaminado com os herbicidas comerciais GlifosatoⓇ e DiuronⓇ, afim de avaliar seu poder toxicológico como resíduo no solo, em diferentes concentrações dos dois herbicidas escolhidos sendo essas concentrações respectivamente, [1]: 0,3 g.g-1, [2]: 0,15 g.g-1, [3]: 0,1 g.g-1, [4]: 0,05 g.g-1 e [5]: 0,01 g.g-1, além do controle, solo sem contaminação. O período de avaliação da germinação para A. humile foi de 20 dias e para T. aurea, 30 dias. Os testes ecotoxicológicos foram evidenciados pela porcentagem e tempo de germinação das espécies. A espécie T. aurea mostrou maior sensibilidade frente a contaminação de um solo por GlifosatoⓇ onde a inibição foi de 100% para as concentrações [1], [2] e [3]. Para a mesma espécie o Diuron inibiu a germinação de 83% a 100% nas mesmas concentrações. Já para a espécie A. humile pôde-se observar uma diferença discrepante entre os dois herbicidas, na germinação da espécie na concentração [1], onde com a presença de GlifosatoⓇ a inibição foi de 100% e na presença de Diuron não houve bloqueio no crescimento da espécie. A ecotoxicologia auxilia no estudo de compostos nocivos ao meio ambiente, bem como a investigação de riscos ambientais causados sobre os organismos vivos, de modo a caracterizar a influência que estes compostos podem causar ao meio ambiente, utilizando dessa ferramenta para atenuar e promover a prevenção de problemas futuros.
publishDate 2021
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2021-09-22T12:48:56Z
dc.date.available.fl_str_mv 2021-09-22T12:48:56Z
dc.date.issued.fl_str_mv 2021-09-22
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/bachelorThesis
format bachelorThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.citation.fl_str_mv TEIXEIRA, Hellen Dayanne Aires Ribeiro. Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo. 2021. 42 f. TCC (Graduação) - Curso de Química Ambiental, Universidade Federal do Tocantins, Gurupi, 2018.
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/11612/3123
identifier_str_mv TEIXEIRA, Hellen Dayanne Aires Ribeiro. Avaliação ecotoxicológica da germinação de sementes de Anacardium humile e Tabebuia aurea frente a presença de herbicidas no solo. 2021. 42 f. TCC (Graduação) - Curso de Química Ambiental, Universidade Federal do Tocantins, Gurupi, 2018.
url http://hdl.handle.net/11612/3123
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv Acesso Livre.
info:eu-repo/semantics/openAccess
rights_invalid_str_mv Acesso Livre.
eu_rights_str_mv openAccess
dc.publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal do Tocantins
Gurupi
CURSO::GURUPI::PRESENCIAL::BACHARELADO::QUÍMICA AMBIENTAL
Gurupi
Graduação
publisher.none.fl_str_mv Universidade Federal do Tocantins
Gurupi
CURSO::GURUPI::PRESENCIAL::BACHARELADO::QUÍMICA AMBIENTAL
Gurupi
Graduação
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Repositório Institucional da UFT
instname:Universidade Federal do Tocantins (UFT)
instacron:UFT
instname_str Universidade Federal do Tocantins (UFT)
instacron_str UFT
institution UFT
reponame_str Repositório Institucional da UFT
collection Repositório Institucional da UFT
bitstream.url.fl_str_mv http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/1/Hellen%20Dayanne%20Aires%20Ribeiro%20Teixeira..pdf
http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/2/license.txt
http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/3/Hellen%20Dayanne%20Aires%20Ribeiro%20Teixeira..pdf.txt
http://repositorio.uft.edu.br/bitstream/11612/3123/4/Hellen%20Dayanne%20Aires%20Ribeiro%20Teixeira..pdf.jpg
bitstream.checksum.fl_str_mv f2a7de59b47a5c0ac976e217b221246b
8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33
d1f4aa70c7e52bbae7b69a1772ea638a
9c993e69585b1110309dff961f8bcf7b
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UFT - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
repository.mail.fl_str_mv biblioarraias@uft.edu.br || bibliogpi@uft.edu.br || bibliomira@uft.edu.br || bibliopalmas@uft.edu.br || biblioporto@uft.edu.br || biblioarag@uft.edu.br || dirbib@ufnt.edu.br || bibliocca@uft.edu.br || bibliotoc@uft.edu.br
_version_ 1797427456967180288