Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
Data de Publicação: 2002
Outros Autores: Biscegli, Clovis Isberto, Durigan, José Fernando [UNESP]
Tipo de documento: Artigo
Idioma: por
Título da fonte: Repositório Institucional da UNESP
Texto Completo: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452002000300016
http://hdl.handle.net/11449/4108
Resumo: Objetivou-se determinar o potencial do uso da tomografia de ressonância magnética, como método não-destrutivo, para avaliar os efeitos das injúrias mecânicas em goiabas. Foram utilizados frutos no estádio de maturação de vez das cultivares Paluma e Pedro Sato. Na injúria por impacto, os frutos foram deixados cair, em queda livre, de uma altura de 1,20 m, sofrendo dois impactos, em lados opostos de sua porção equatorial. Na injúria por compressão, os frutos foram submetidos a um peso de 29,4 N, por 15 minutos. Para a injúria por corte, foram efetuados dois cortes, no sentido longitudinal dos frutos, de exatamente 30 mm de comprimento por 2 mm de profundidade. Os frutos injuriados foram armazenados sob condições de ambiente (22 ± 2 °C e 40 %UR). Foram realizadas análises com tomógrafo de ressonância magnética Varian Inova de 2 Tesla. As imagens foram obtidas a partir da detecção dos prótons de hidrogênio (¹H). Para cada fruto, foram obtidos tomogramas simétricos a partir do centro do fruto. A tomografia de ressonância magnética nuclear mostrou-se uma ferramenta eficaz na detecção de injúrias internas de frutos. O estresse físico causado pelo impacto produziu um colapso interno nos lóculos desses frutos (internal bruising), levando à perda da integridade celular e a conseqüente liquefação dos tecidos placentários. A cultivar Pedro Sato mostrou uma suscetibilidade maior à injúria por impacto que a 'Paluma'. A injúria por compressão tornou-se mais evidente no pericarpo externo do fruto, de ambas as cultivares. A injúria por corte levou a lignificação dos tecidos no local injuriado e deformações superficiais devido à perda acentuada de matéria fresca no local da lesão, evidentes no sexto dia de avaliação.
id UNSP_629b7574e4ff3e7e805ee691f0cbe86b
oai_identifier_str oai:repositorio.unesp.br:11449/4108
network_acronym_str UNSP
network_name_str Repositório Institucional da UNESP
repository_id_str 2946
spelling Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'Applications of the nuclear magnetic resonance tomography as a non-destructive method to evaluate the effects of mechanical injuries in 'Paluma' and 'Pedro Sato' guavasPsidium guajavaPostharvestmechanical injuriesNMR tomographinternal bruisingMagnetic resonance imagePsidium guajavaPós-colheitainjúrias mecânicasTomografiaressonância magnética nuclearinjúria internaObjetivou-se determinar o potencial do uso da tomografia de ressonância magnética, como método não-destrutivo, para avaliar os efeitos das injúrias mecânicas em goiabas. Foram utilizados frutos no estádio de maturação de vez das cultivares Paluma e Pedro Sato. Na injúria por impacto, os frutos foram deixados cair, em queda livre, de uma altura de 1,20 m, sofrendo dois impactos, em lados opostos de sua porção equatorial. Na injúria por compressão, os frutos foram submetidos a um peso de 29,4 N, por 15 minutos. Para a injúria por corte, foram efetuados dois cortes, no sentido longitudinal dos frutos, de exatamente 30 mm de comprimento por 2 mm de profundidade. Os frutos injuriados foram armazenados sob condições de ambiente (22 ± 2 °C e 40 %UR). Foram realizadas análises com tomógrafo de ressonância magnética Varian Inova de 2 Tesla. As imagens foram obtidas a partir da detecção dos prótons de hidrogênio (¹H). Para cada fruto, foram obtidos tomogramas simétricos a partir do centro do fruto. A tomografia de ressonância magnética nuclear mostrou-se uma ferramenta eficaz na detecção de injúrias internas de frutos. O estresse físico causado pelo impacto produziu um colapso interno nos lóculos desses frutos (internal bruising), levando à perda da integridade celular e a conseqüente liquefação dos tecidos placentários. A cultivar Pedro Sato mostrou uma suscetibilidade maior à injúria por impacto que a 'Paluma'. A injúria por compressão tornou-se mais evidente no pericarpo externo do fruto, de ambas as cultivares. A injúria por corte levou a lignificação dos tecidos no local injuriado e deformações superficiais devido à perda acentuada de matéria fresca no local da lesão, evidentes no sexto dia de avaliação.The present study reports on the potential of the use of the tomography of magnetic resonance, as a non-destructive method, to evaluate the effects of the mechanical injuries in guava fruits. Fruits were harvested at mature stage of Paluma and Pedro Sato cultivars. In impact injury, fruits were allowed to fall freely from a height of 1.2 m, subjecting them to two impacts on opposites sides of the equatorial portion of the fruit. In compression injury, fruits were submitted to a weight of 29.4 N for 15 min. For the cut injury, two longitudinal cuts were made, 30 mm in length and 2 mm deep. Fruits were stored under ambient conditions (22±2 °C, 40 % RH). Magnetic resonance images (MRI) of intact guava were acquired using the Varian 2 Tesla tomography. Images were obtained from the hydrogen (H¹) of the water content and in each fruit was obtained symmetrical image from the center of the fruit. The magnetic resonance image ( MRI) technique was shown to be an effective tool in the detection of internal injuries of fruits. The physical stress caused by the impact produced an internal collapse of fruit locules (internal bruising), taking to the loss of the cellular integrity and the consequent liquefaction of the placentary tissues. The Pedro Sato cultivar showed a larger susceptibility to impact injury that the 'Paluma'. The compression injury became more evident in the external pericarpo of the fruit, for both cultivars. The cut injury took the lignification of the tissues in the injured place and superficial deformations due to the accentuated loss of fresh matter in the place of the lesion, evident in the sixth day of evaluation.Universidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias Departamento de TecnologiaEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Instrumentação AgropecuáriaUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias Departamento de TecnologiaSociedade Brasileira de FruticulturaUniversidade Estadual Paulista (Unesp)Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]Biscegli, Clovis IsbertoDurigan, José Fernando [UNESP]2014-05-20T13:17:45Z2014-05-20T13:17:45Z2002-12-01info:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/article641-643application/pdfhttp://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452002000300016Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 3, p. 641-643, 2002.0100-2945http://hdl.handle.net/11449/410810.1590/S0100-29452002000300016S0100-29452002000300016S0100-29452002000300016.pdfSciELOreponame:Repositório Institucional da UNESPinstname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)instacron:UNESPporRevista Brasileira de Fruticultura0.4750,410info:eu-repo/semantics/openAccess2024-06-07T15:32:21Zoai:repositorio.unesp.br:11449/4108Repositório InstitucionalPUBhttp://repositorio.unesp.br/oai/requestopendoar:29462024-06-07T15:32:21Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)false
dc.title.none.fl_str_mv Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
Applications of the nuclear magnetic resonance tomography as a non-destructive method to evaluate the effects of mechanical injuries in 'Paluma' and 'Pedro Sato' guavas
title Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
spellingShingle Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
Psidium guajava
Postharvest
mechanical injuries
NMR tomograph
internal bruising
Magnetic resonance image
Psidium guajava
Pós-colheita
injúrias mecânicas
Tomografia
ressonância magnética nuclear
injúria interna
title_short Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
title_full Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
title_fullStr Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
title_full_unstemmed Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
title_sort Aplicações da tomografia de ressonância magnética nuclear como método não-destrutivo para avaliar os efeitos de injúrias mecânicas em goiabas 'Paluma' e 'Pedro Sato'
author Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
author_facet Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
Biscegli, Clovis Isberto
Durigan, José Fernando [UNESP]
author_role author
author2 Biscegli, Clovis Isberto
Durigan, José Fernando [UNESP]
author2_role author
author
dc.contributor.none.fl_str_mv Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
dc.contributor.author.fl_str_mv Mattiuz, Ben-Hur [UNESP]
Biscegli, Clovis Isberto
Durigan, José Fernando [UNESP]
dc.subject.por.fl_str_mv Psidium guajava
Postharvest
mechanical injuries
NMR tomograph
internal bruising
Magnetic resonance image
Psidium guajava
Pós-colheita
injúrias mecânicas
Tomografia
ressonância magnética nuclear
injúria interna
topic Psidium guajava
Postharvest
mechanical injuries
NMR tomograph
internal bruising
Magnetic resonance image
Psidium guajava
Pós-colheita
injúrias mecânicas
Tomografia
ressonância magnética nuclear
injúria interna
description Objetivou-se determinar o potencial do uso da tomografia de ressonância magnética, como método não-destrutivo, para avaliar os efeitos das injúrias mecânicas em goiabas. Foram utilizados frutos no estádio de maturação de vez das cultivares Paluma e Pedro Sato. Na injúria por impacto, os frutos foram deixados cair, em queda livre, de uma altura de 1,20 m, sofrendo dois impactos, em lados opostos de sua porção equatorial. Na injúria por compressão, os frutos foram submetidos a um peso de 29,4 N, por 15 minutos. Para a injúria por corte, foram efetuados dois cortes, no sentido longitudinal dos frutos, de exatamente 30 mm de comprimento por 2 mm de profundidade. Os frutos injuriados foram armazenados sob condições de ambiente (22 ± 2 °C e 40 %UR). Foram realizadas análises com tomógrafo de ressonância magnética Varian Inova de 2 Tesla. As imagens foram obtidas a partir da detecção dos prótons de hidrogênio (¹H). Para cada fruto, foram obtidos tomogramas simétricos a partir do centro do fruto. A tomografia de ressonância magnética nuclear mostrou-se uma ferramenta eficaz na detecção de injúrias internas de frutos. O estresse físico causado pelo impacto produziu um colapso interno nos lóculos desses frutos (internal bruising), levando à perda da integridade celular e a conseqüente liquefação dos tecidos placentários. A cultivar Pedro Sato mostrou uma suscetibilidade maior à injúria por impacto que a 'Paluma'. A injúria por compressão tornou-se mais evidente no pericarpo externo do fruto, de ambas as cultivares. A injúria por corte levou a lignificação dos tecidos no local injuriado e deformações superficiais devido à perda acentuada de matéria fresca no local da lesão, evidentes no sexto dia de avaliação.
publishDate 2002
dc.date.none.fl_str_mv 2002-12-01
2014-05-20T13:17:45Z
2014-05-20T13:17:45Z
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452002000300016
Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 3, p. 641-643, 2002.
0100-2945
http://hdl.handle.net/11449/4108
10.1590/S0100-29452002000300016
S0100-29452002000300016
S0100-29452002000300016.pdf
url http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452002000300016
http://hdl.handle.net/11449/4108
identifier_str_mv Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 3, p. 641-643, 2002.
0100-2945
10.1590/S0100-29452002000300016
S0100-29452002000300016
S0100-29452002000300016.pdf
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv Revista Brasileira de Fruticultura
0.475
0,410
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv 641-643
application/pdf
dc.publisher.none.fl_str_mv Sociedade Brasileira de Fruticultura
publisher.none.fl_str_mv Sociedade Brasileira de Fruticultura
dc.source.none.fl_str_mv SciELO
reponame:Repositório Institucional da UNESP
instname:Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron:UNESP
instname_str Universidade Estadual Paulista (UNESP)
instacron_str UNESP
institution UNESP
reponame_str Repositório Institucional da UNESP
collection Repositório Institucional da UNESP
repository.name.fl_str_mv Repositório Institucional da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP)
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1803650051472359424