Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria

Detalhes bibliográficos
Autor(a) principal: Borba, Vildeane da Rocha
Data de Publicação: 2019
Tipo de documento: Tese
Idioma: por
Título da fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
Texto Completo: http://hdl.handle.net/10183/203809
Resumo: Analisa as práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação (CI) brasileira em plataformas de mídias sociais na comunicação científica a partir da visibilidade dos artigos publicados em periódicos brasileiros e seus atores (Docentes e Discentes) por meio de uma perspectiva altmétrica. O estudo foi caracterizado como qualiquantitativo, pois analisa o comportamento de uma comunidade científica nas mídias sociais, correlacionando dados numéricos e estatísticos (altmétricos) com práticas e percepções de um grupo. Quanto aos procedimentos metodológicos foram empregados a revisão de literatura, com busca em base de dados; aferição de indicadores altmétricos, na utilização dos softwares Altmetric.com e Webometric Analyst e a aplicação de questionário para o levantamento junto a comunidade da CI brasileira. Como principais resultados relata-se que as plataformas de mídias sociais Mendeley, Twitter, Facebook e Blogs foram os provedores de dados que apresentaram dados altmétricos nos artigos de periódicos brasileiros em CI, com a cobertura de dados altmétricos entre 37,8% e 98,7%, tendo o periódico Transinformação a maior cobertura e o Brajis a menor cobertura. O Mendeley foi a plataforma de mídia social que apresentou a maior cobertura de dados altmétricos em todos os 13 periódicos brasileiros da CI analisados, tendo leitores para 2.022 artigos científicos dos 2.724 pesquisados; o Twitter apresentou dados altmétricos nos artigos de oito periódicos da CI, com 166 artigos compartilhados; o Facebook foi a terceira plataforma de mídia social que mostrou dados altmétricos para os periódicos analisados, compartilhando 56 artigos científicos; apenas sete periódicos tiveram dados altmétricos em blogs, com baixos registros de cobertura. Aproximadamente 50% da comunidade da Ciência da Informação brasileira utiliza as plataformas de mídias sociais como meio para promoção e divulgação de resultados de pesquisa, compreendendo os pesquisadores, estudantes de doutorado e professores as ocupações que mais utilizam este meio. A divulgação de informações científicas, interações pessoais e conexões profissionais foram as motivações com maiores porcentagens dentro da comunidade da CI brasileira. Além disso, a ampliação e aprofundamento de temáticas de pesquisa foi o fator mais importante para comentar ou discutir sobre publicações científicas em plataformas de mídias sociais. O número de compartilhamentos em plataformas de mídias sociais foi o tipo de métrica mais indicada pela comunidade da CI. Os autores que receberam registros altmétricos de suas produções, em sua maioria, não costumam acompanhar a atenção online que seus trabalhos receberam em plataformas de mídias sociais e, nesse público, as práticas de disseminação e compartilhamento da produção são realizadas por colegas de profissão e coautores. Considera-se que as menções de artigos dos periódicos brasileiros em CI no Mendeley, Twitter, Facebook e Blogs são indicadores do compartilhamento do artigo e talvez um possível prognóstico para a visibilidade que ele venha a ter. O quantitativo de menções, leitores e compartilhamentos de artigos pode influenciar ou ajudar usuários a encontrar pesquisas com maior visibilidade ou impactantes, considerando sua importância nestes novos canais de cooperação e difusão científica.
id URGS_6d6b6ccb7705f1095ac5d08e3bd4e1be
oai_identifier_str oai:www.lume.ufrgs.br:10183/203809
network_acronym_str URGS
network_name_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
repository_id_str 1853
spelling Borba, Vildeane da RochaCaregnato, Sonia Elisa2019-12-27T04:03:15Z2019http://hdl.handle.net/10183/203809001107483Analisa as práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação (CI) brasileira em plataformas de mídias sociais na comunicação científica a partir da visibilidade dos artigos publicados em periódicos brasileiros e seus atores (Docentes e Discentes) por meio de uma perspectiva altmétrica. O estudo foi caracterizado como qualiquantitativo, pois analisa o comportamento de uma comunidade científica nas mídias sociais, correlacionando dados numéricos e estatísticos (altmétricos) com práticas e percepções de um grupo. Quanto aos procedimentos metodológicos foram empregados a revisão de literatura, com busca em base de dados; aferição de indicadores altmétricos, na utilização dos softwares Altmetric.com e Webometric Analyst e a aplicação de questionário para o levantamento junto a comunidade da CI brasileira. Como principais resultados relata-se que as plataformas de mídias sociais Mendeley, Twitter, Facebook e Blogs foram os provedores de dados que apresentaram dados altmétricos nos artigos de periódicos brasileiros em CI, com a cobertura de dados altmétricos entre 37,8% e 98,7%, tendo o periódico Transinformação a maior cobertura e o Brajis a menor cobertura. O Mendeley foi a plataforma de mídia social que apresentou a maior cobertura de dados altmétricos em todos os 13 periódicos brasileiros da CI analisados, tendo leitores para 2.022 artigos científicos dos 2.724 pesquisados; o Twitter apresentou dados altmétricos nos artigos de oito periódicos da CI, com 166 artigos compartilhados; o Facebook foi a terceira plataforma de mídia social que mostrou dados altmétricos para os periódicos analisados, compartilhando 56 artigos científicos; apenas sete periódicos tiveram dados altmétricos em blogs, com baixos registros de cobertura. Aproximadamente 50% da comunidade da Ciência da Informação brasileira utiliza as plataformas de mídias sociais como meio para promoção e divulgação de resultados de pesquisa, compreendendo os pesquisadores, estudantes de doutorado e professores as ocupações que mais utilizam este meio. A divulgação de informações científicas, interações pessoais e conexões profissionais foram as motivações com maiores porcentagens dentro da comunidade da CI brasileira. Além disso, a ampliação e aprofundamento de temáticas de pesquisa foi o fator mais importante para comentar ou discutir sobre publicações científicas em plataformas de mídias sociais. O número de compartilhamentos em plataformas de mídias sociais foi o tipo de métrica mais indicada pela comunidade da CI. Os autores que receberam registros altmétricos de suas produções, em sua maioria, não costumam acompanhar a atenção online que seus trabalhos receberam em plataformas de mídias sociais e, nesse público, as práticas de disseminação e compartilhamento da produção são realizadas por colegas de profissão e coautores. Considera-se que as menções de artigos dos periódicos brasileiros em CI no Mendeley, Twitter, Facebook e Blogs são indicadores do compartilhamento do artigo e talvez um possível prognóstico para a visibilidade que ele venha a ter. O quantitativo de menções, leitores e compartilhamentos de artigos pode influenciar ou ajudar usuários a encontrar pesquisas com maior visibilidade ou impactantes, considerando sua importância nestes novos canais de cooperação e difusão científica.The research work analyzes practices and perceptions of the Brazilian Library and Information Science community on social media platforms from the visibility of articles published in Brazilian journals and their actors (Teachers and Students) through an altmetric perspective. The study employs a quali-quantitative approach as it analyzes a scientific community interaction through social media, correlating numerical and statistical (altmetrics) data with practices and perceptions of a group. Regarding the methodological procedures were used in the literature review, searching the database; measurement of altmetric indicators, using Altmetric.com and Webometric Analyst software and a survey with the Brazilian LIS community. The main results related to the social media platforms Mendeley, Twitter, Facebook and Blogs were the data providers that showed altmetric data for Brazilian journal articles in LIS, with altmetrics data coverage between 37,8% and 98,7%. The Transinformação journal had the largest coverage and Brajis the smallest. Mendeley was a social media platform that exhibited greater coverage of altmetrics data across all 13 LIS journals analyzed, with readers for 2,022 scientific articles out of the 2724 analysed; Twitter shows altmetric data for LIS journal articles, with 166 shared articles; Facebook was the third social media platform that displayed altmetrics data for the analyzed journals, sharing 56 articles; only seven journals had altmetrics data on blogs, with low coverage records. Approximately 50% of the Brazilian LIS community uses social media platforms as a means to promote and disseminate research results, with researchers, doctoral students and teachers comprising the occupants who use this medium the most. The dissemination of scientific information, personal interactions and professional connections were the motivations with the highest percentages within the Brazilian LIS community. In addition, the expansion and deepining of research topics were the most important factors to promote comments and discussions about scientific publications on social media platforms. The number of shares on social media platforms was the metric type most frequently indicated by the LIS community. The majority of authors whose articles received altmetric scores do not usually follow the online attention their work received on social media platforms, and for them documents dissemination and sharing practices are performed by co-workers and co-authors. The mentions of articles from LIS Brazilian journals in Mendeley, Twitter, Facebook and Blogs may be indicators of the sharing of the article and perhaps a possible prediction of its visibility amongs the community. The number of articles mentions, readers, and shares can influence or help users find research works that are more visible or impactful, given the importance of these new channels for scientific cooperation and diffusion.application/pdfporComunicação científicaMídias sociaisIndicadores científicosCientometriaAltmetricsScientific communicationBrazilian journals in Information ScienceBrazilian Community in Information SciencePráticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetriainfo:eu-repo/semantics/publishedVersioninfo:eu-repo/semantics/doctoralThesisUniversidade Federal do Rio Grande do SulFaculdade de Biblioteconomia e ComunicaçãoPrograma de Pós-Graduação em ComunicaçãoPorto Alegre, BR-RS2019doutoradoinfo:eu-repo/semantics/openAccessreponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGSinstname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)instacron:UFRGSTEXT001107483.pdf.txt001107483.pdf.txtExtracted Texttext/plain612912http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/203809/2/001107483.pdf.txt1c3265dee5919f226ce009436ad53a83MD52ORIGINAL001107483.pdfTexto completoapplication/pdf4772806http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/203809/1/001107483.pdfb93cc744cdfcaa7d128505d8f239c978MD5110183/2038092024-03-27 06:36:41.874206oai:www.lume.ufrgs.br:10183/203809Biblioteca Digital de Teses e Dissertaçõeshttps://lume.ufrgs.br/handle/10183/2PUBhttps://lume.ufrgs.br/oai/requestlume@ufrgs.br||lume@ufrgs.bropendoar:18532024-03-27T09:36:41Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)false
dc.title.pt_BR.fl_str_mv Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
title Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
spellingShingle Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
Borba, Vildeane da Rocha
Comunicação científica
Mídias sociais
Indicadores científicos
Cientometria
Altmetrics
Scientific communication
Brazilian journals in Information Science
Brazilian Community in Information Science
title_short Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
title_full Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
title_fullStr Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
title_full_unstemmed Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
title_sort Práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação brasileira sobre plataformas de mídias sociais na comunicação científica : um diálogo com a altmetria
author Borba, Vildeane da Rocha
author_facet Borba, Vildeane da Rocha
author_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Borba, Vildeane da Rocha
dc.contributor.advisor1.fl_str_mv Caregnato, Sonia Elisa
contributor_str_mv Caregnato, Sonia Elisa
dc.subject.por.fl_str_mv Comunicação científica
Mídias sociais
Indicadores científicos
Cientometria
topic Comunicação científica
Mídias sociais
Indicadores científicos
Cientometria
Altmetrics
Scientific communication
Brazilian journals in Information Science
Brazilian Community in Information Science
dc.subject.eng.fl_str_mv Altmetrics
Scientific communication
Brazilian journals in Information Science
Brazilian Community in Information Science
description Analisa as práticas e percepções da comunidade da Ciência da Informação (CI) brasileira em plataformas de mídias sociais na comunicação científica a partir da visibilidade dos artigos publicados em periódicos brasileiros e seus atores (Docentes e Discentes) por meio de uma perspectiva altmétrica. O estudo foi caracterizado como qualiquantitativo, pois analisa o comportamento de uma comunidade científica nas mídias sociais, correlacionando dados numéricos e estatísticos (altmétricos) com práticas e percepções de um grupo. Quanto aos procedimentos metodológicos foram empregados a revisão de literatura, com busca em base de dados; aferição de indicadores altmétricos, na utilização dos softwares Altmetric.com e Webometric Analyst e a aplicação de questionário para o levantamento junto a comunidade da CI brasileira. Como principais resultados relata-se que as plataformas de mídias sociais Mendeley, Twitter, Facebook e Blogs foram os provedores de dados que apresentaram dados altmétricos nos artigos de periódicos brasileiros em CI, com a cobertura de dados altmétricos entre 37,8% e 98,7%, tendo o periódico Transinformação a maior cobertura e o Brajis a menor cobertura. O Mendeley foi a plataforma de mídia social que apresentou a maior cobertura de dados altmétricos em todos os 13 periódicos brasileiros da CI analisados, tendo leitores para 2.022 artigos científicos dos 2.724 pesquisados; o Twitter apresentou dados altmétricos nos artigos de oito periódicos da CI, com 166 artigos compartilhados; o Facebook foi a terceira plataforma de mídia social que mostrou dados altmétricos para os periódicos analisados, compartilhando 56 artigos científicos; apenas sete periódicos tiveram dados altmétricos em blogs, com baixos registros de cobertura. Aproximadamente 50% da comunidade da Ciência da Informação brasileira utiliza as plataformas de mídias sociais como meio para promoção e divulgação de resultados de pesquisa, compreendendo os pesquisadores, estudantes de doutorado e professores as ocupações que mais utilizam este meio. A divulgação de informações científicas, interações pessoais e conexões profissionais foram as motivações com maiores porcentagens dentro da comunidade da CI brasileira. Além disso, a ampliação e aprofundamento de temáticas de pesquisa foi o fator mais importante para comentar ou discutir sobre publicações científicas em plataformas de mídias sociais. O número de compartilhamentos em plataformas de mídias sociais foi o tipo de métrica mais indicada pela comunidade da CI. Os autores que receberam registros altmétricos de suas produções, em sua maioria, não costumam acompanhar a atenção online que seus trabalhos receberam em plataformas de mídias sociais e, nesse público, as práticas de disseminação e compartilhamento da produção são realizadas por colegas de profissão e coautores. Considera-se que as menções de artigos dos periódicos brasileiros em CI no Mendeley, Twitter, Facebook e Blogs são indicadores do compartilhamento do artigo e talvez um possível prognóstico para a visibilidade que ele venha a ter. O quantitativo de menções, leitores e compartilhamentos de artigos pode influenciar ou ajudar usuários a encontrar pesquisas com maior visibilidade ou impactantes, considerando sua importância nestes novos canais de cooperação e difusão científica.
publishDate 2019
dc.date.accessioned.fl_str_mv 2019-12-27T04:03:15Z
dc.date.issued.fl_str_mv 2019
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
format doctoralThesis
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://hdl.handle.net/10183/203809
dc.identifier.nrb.pt_BR.fl_str_mv 001107483
url http://hdl.handle.net/10183/203809
identifier_str_mv 001107483
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv application/pdf
dc.source.none.fl_str_mv reponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
instname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
instacron:UFRGS
instname_str Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
instacron_str UFRGS
institution UFRGS
reponame_str Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
collection Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS
bitstream.url.fl_str_mv http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/203809/2/001107483.pdf.txt
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/10183/203809/1/001107483.pdf
bitstream.checksum.fl_str_mv 1c3265dee5919f226ce009436ad53a83
b93cc744cdfcaa7d128505d8f239c978
bitstream.checksumAlgorithm.fl_str_mv MD5
MD5
repository.name.fl_str_mv Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
repository.mail.fl_str_mv lume@ufrgs.br||lume@ufrgs.br
_version_ 1800309159713832960