DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS

Bibliographic Details
Main Author: Moreira,Rafaela Selem
Publication Date: 2018
Other Authors: Fragale,Roberto
Format: Article
Language: por
Source: Revista Brasileira de Ciências Sociais
Download full: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092018000100513
Summary: Este texto propõe um estudo acerca do conteúdo e da forma do discurso em decisões judiciais do TJRJ sobre favelas entre 1980 a 2009. Fizemos uso de abordagem analítica quantitativa abrangente e abordagem analítica quanti-qualitativa específica para análise de discurso. A amostra revelou um número superior de processos propostos por moradores de favelas que discutem a prestação de serviços públicos e privados. Quanto ao discurso judicial, verificamos que o Judiciário se diferencia do Estado. Há ainda outros aspectos críticos como a falta de padronização, a métrica e o rigor intertextual na construção do discurso decisório. Os dados analisados sugerem que o Judiciário fluminense apresenta três diferentes fases no tratamento da favela: (1) de não-problema a (2) problema assumido e, por fim, (3) realidade social a ser acolhida e integrada. Ao final, constata-se, porém, que o Judiciário, nesse período, faz da favela um problema dos “Outros”.
id ANPOCS-1_33b623f2cf1c178bb359526b4217bde9
oai_identifier_str oai:scielo:S0102-69092018000100513
network_acronym_str ANPOCS-1
network_name_str Revista Brasileira de Ciências Sociais
spelling DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAISAnáliseDiscursoTJRJJurisprudênciaFavelaEste texto propõe um estudo acerca do conteúdo e da forma do discurso em decisões judiciais do TJRJ sobre favelas entre 1980 a 2009. Fizemos uso de abordagem analítica quantitativa abrangente e abordagem analítica quanti-qualitativa específica para análise de discurso. A amostra revelou um número superior de processos propostos por moradores de favelas que discutem a prestação de serviços públicos e privados. Quanto ao discurso judicial, verificamos que o Judiciário se diferencia do Estado. Há ainda outros aspectos críticos como a falta de padronização, a métrica e o rigor intertextual na construção do discurso decisório. Os dados analisados sugerem que o Judiciário fluminense apresenta três diferentes fases no tratamento da favela: (1) de não-problema a (2) problema assumido e, por fim, (3) realidade social a ser acolhida e integrada. Ao final, constata-se, porém, que o Judiciário, nesse período, faz da favela um problema dos “Outros”.Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS2018-01-01info:eu-repo/semantics/articleinfo:eu-repo/semantics/publishedVersiontext/htmlhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092018000100513Revista Brasileira de Ciências Sociais v.33 n.96 2018reponame:Revista Brasileira de Ciências Sociaisinstname:ANPOCSinstacron:ANPOCS10.17666/339608/2018info:eu-repo/semantics/openAccessMoreira,Rafaela SelemFragale,Robertopor2020-04-25T19:23:53Zhttp://www.scielo.br/oai/scielo-oai.php0102-6909opendoar:null2020-04-26 02:43:16.288Revista Brasileira de Ciências Sociais - ANPOCStrue
dc.title.none.fl_str_mv DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
title DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
spellingShingle DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
Moreira,Rafaela Selem
Análise
Discurso
TJRJ
Jurisprudência
Favela
title_short DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
title_full DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
title_fullStr DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
title_full_unstemmed DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
title_sort DISCURSOS JUDICIAIS SOBRE FAVELAS: IMPACTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E NOS AGENTES SOCIAIS
author Moreira,Rafaela Selem
author_facet Moreira,Rafaela Selem
Fragale,Roberto
author_role author
author2 Fragale,Roberto
author2_role author
dc.contributor.author.fl_str_mv Moreira,Rafaela Selem
Fragale,Roberto
dc.subject.por.fl_str_mv Análise
Discurso
TJRJ
Jurisprudência
Favela
topic Análise
Discurso
TJRJ
Jurisprudência
Favela
dc.description.none.fl_txt_mv Este texto propõe um estudo acerca do conteúdo e da forma do discurso em decisões judiciais do TJRJ sobre favelas entre 1980 a 2009. Fizemos uso de abordagem analítica quantitativa abrangente e abordagem analítica quanti-qualitativa específica para análise de discurso. A amostra revelou um número superior de processos propostos por moradores de favelas que discutem a prestação de serviços públicos e privados. Quanto ao discurso judicial, verificamos que o Judiciário se diferencia do Estado. Há ainda outros aspectos críticos como a falta de padronização, a métrica e o rigor intertextual na construção do discurso decisório. Os dados analisados sugerem que o Judiciário fluminense apresenta três diferentes fases no tratamento da favela: (1) de não-problema a (2) problema assumido e, por fim, (3) realidade social a ser acolhida e integrada. Ao final, constata-se, porém, que o Judiciário, nesse período, faz da favela um problema dos “Outros”.
description Este texto propõe um estudo acerca do conteúdo e da forma do discurso em decisões judiciais do TJRJ sobre favelas entre 1980 a 2009. Fizemos uso de abordagem analítica quantitativa abrangente e abordagem analítica quanti-qualitativa específica para análise de discurso. A amostra revelou um número superior de processos propostos por moradores de favelas que discutem a prestação de serviços públicos e privados. Quanto ao discurso judicial, verificamos que o Judiciário se diferencia do Estado. Há ainda outros aspectos críticos como a falta de padronização, a métrica e o rigor intertextual na construção do discurso decisório. Os dados analisados sugerem que o Judiciário fluminense apresenta três diferentes fases no tratamento da favela: (1) de não-problema a (2) problema assumido e, por fim, (3) realidade social a ser acolhida e integrada. Ao final, constata-se, porém, que o Judiciário, nesse período, faz da favela um problema dos “Outros”.
publishDate 2018
dc.date.none.fl_str_mv 2018-01-01
dc.type.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/article
dc.type.status.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/publishedVersion
format article
status_str publishedVersion
dc.identifier.uri.fl_str_mv http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092018000100513
url http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092018000100513
dc.language.iso.fl_str_mv por
language por
dc.relation.none.fl_str_mv 10.17666/339608/2018
dc.rights.driver.fl_str_mv info:eu-repo/semantics/openAccess
eu_rights_str_mv openAccess
dc.format.none.fl_str_mv text/html
dc.publisher.none.fl_str_mv Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
publisher.none.fl_str_mv Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
dc.source.none.fl_str_mv Revista Brasileira de Ciências Sociais v.33 n.96 2018
reponame:Revista Brasileira de Ciências Sociais
instname:ANPOCS
instacron:ANPOCS
reponame_str Revista Brasileira de Ciências Sociais
collection Revista Brasileira de Ciências Sociais
instname_str ANPOCS
instacron_str ANPOCS
institution ANPOCS
repository.name.fl_str_mv Revista Brasileira de Ciências Sociais - ANPOCS
repository.mail.fl_str_mv
_version_ 1669939860560936960